Qual o papel de um Business Partner e como ele pode ajudar o RH a alcançar melhores resultados?

Entenda qual o papel de um business partner e por que ele é um parceiro tão importante para o RH e a organização. Quando o guru da gestão de pessoas, David Ulrich, lançou o livro Human Resource Champions, criando a figura de Business Partner (consultor interno de RH), o autor tinha como objetivo aproximar a área de RH com a área de negócios das organizações. Em sua perspectiva, as duas áreas deveriam estar alinhadas às necessidades da empresa para mensurar de forma mais eficiente os seus resultados.

Desde então, já se passaram mais de duas décadas e ainda existem muitas dúvidas sobre as atribuições do cargo de Business Partner. Entretanto, é necessário voltar ao objetivo inicial da interface entre pessoas e negócios para podermos visualizar a importância desta função na gestão de pessoas.

O business partner deve ter conhecimento de grande parte dos processos de gestão de pessoas e amplo e profundo conhecimento do negócio para poder discutir soluções estratégicas para a empresa. Ele deve agir como um conselheiro do executivo para todos os temas referentes a negócios e pessoas, bem como manter o equilíbrio das relações entre os especialistas das áreas e os executores dos processos, agindo como um facilitador para o bom andamento da dinâmica empresarial.

É o business partner que faz a análise do treinamento correto a ser aplicado quando este é solicitado por um coordenador de área, antes de encaminhar a área de RH. Sua flexibilidade em transitar entre o RH e as áreas técnicas possibilita verificar falhas nas lideranças e, com isto, propor capacitações, coaching e orientações de forma mais assertiva.

Seu trabalho constante é analisar quando deve usar as políticas já estabelecidas pela organização ou criar uma prática específica para aquela unidade ou aquele cliente interno.

Nesta visão, o business partner tem sido comentado como um dos cargos mais promissores para o RH do presente e do futuro. Considerando-se que estamos vivenciando uma era extremamente dinâmica no que diz respeito à gestão de pessoas, em que a condução das equipes passa a ter responsabilidade compartilhada com as lideranças e o RH, o Business Partner torna-se um elemento fundamental para o sucesso nas relações entre empresa e trabalhadores, um parceiro estratégico dos gestores, visto que trabalham diariamente pelo bem estar dos contratados e os resultados da empresa.

 Os desafios de ser Business Partner

Ainda de acordo com Ulrich, para ser um bom business partner é preciso superar cinco desafios principais:

1.   Realizar: mais do que desenvolver planos, o business partner deve ser capaz de coloca-los em prática, definindo as ações organizacionais necessárias para que se concretizem.

2.   Gerar satisfação: atender plenamente os diversos públicos de uma organização – investidores, consumidores e funcionários – para gerar um equilíbrio empresarial é função do business partner.

3.   Planejar: promover um planejamento integrado para alinhar o plano de RH ao empresarial também é papel do business partner, buscando sempre resultados que privilegiem o todo.

4.   Prever riscos: mais do que simplesmente mapear fatores de riscos, o business partner deve checar o impacto de ações isoladas na estratégia organizacional de forma geral.

5.   Capacitar: montar uma equipe qualificada para disseminar as estratégicas que serão aplicadas na empresa é essencial para o sucesso do projeto e das ações de um business partner.

Do site http://blogrh.com.br/como-um-business-partner-pode-ajudar-o-rh/